terça-feira, 30 de novembro de 2010

Tem coisas que não importa a idade, são sempre iguais!

Pra nós mulheres, uma das coisas mais gostosas que tem é ir em uma loja pra escolher uma roupinha legal pra uma ocasião especial, né não?!

Pois então, época de festas chegando, e hoje quando peguei a Beatriz na escola, resovi levá-la ao shopping para ver uma roupinha para ela usar no Natal (na idade dela o Natal concorre pau a pau com o aniversário na categoria de evento especial do ano). Afinal, só na minha cabeça segunda-feira o shopping haveria de estar mais tranquilo considerando que Novembro já acabou.

Normalmente sempre fazia isto sozinha (comprar as roupas dela). Mas, agora na fase que ela está, e com a zona falta de padronização das etiquetas e tamanhos de roupas, eu nunca sei se compro o número 3 ou 4 (o 2 já fica ridículo de tão pequeno).

Chegamos ao shopping com ela já beeem cansada após o dia na escola, e então fomos direto pra loja onde eu já havia visto algumas opções.

Lá chegando, minha pequena (que estava quase dormindo e implorando pela pepê) saltou do carrinho** toda serelepe assim que a vendedora pegou a roupinha e perguntou pra ela se ela queria colocar pra ver se ficava lindo.

**Obs - deixo o carrinho no carro pra quando ela está muito cansada e preciso ir a algum lugar que precise andar muito - shoppings e aeroportos, por exemplo. 14 quilos no colo não dá certo, principalmente porque depois da cirurgia ainda não posso ficar erguendo ela.

Olha... pra uma criança que normalmente leva pelo menos meia hora pra começar a dar um tom de simpatia para adultos desconhecidos, eu diria que ela socializou bem rápido com a vendedora.

E provou uma roupa, e duas, e três.... mais algumas ela só colocou na frente da barriga pra olhar no espelho. Achou vestidos com a bolsa igual (Ó que íiindo (lindo) mãe!). E A-DO-ROU todos. E A-MOU ficar se olhando no espelho. E ficou EN-LOU-QUE-CI-DA com o pufe de tomate que tinha dentro do provador.

Escolheu a roupa que achou mais linda (dentre as pré-selecionadas por mim, é claro!), e saiu da loja toda feliz, dizendo obrigada e tudo, com a sacola e um "baião de paíto" (leia-se balão/bexiga no palito!).

E assim foi a primeira vez (de muitas) que a menininha foi na loja experimentar e escolher suas próprias roupas.

Um comentário:

Simone - blablabla & Clicks disse...

Ah, que lindo! Fiquei imaginando fazer comprinhas com a Bebel tambem, aiai que delicia!